Seu cérebro mente para você!

04 de Fevereiro de 2020
Seu cérebro mente para você!

Nosso cérebro funciona de uma forma incrível, mas as vezes essas habilidades podem nos enganar.


Caminhe por uma padaria e você sentirá um cheiro de pão fresco. Mas você sentiria esse cheiro se nunca tivesse aprendido o que é um pão? “Não necessariamente”.


“O conceito de ter aromas que você reconhece absolutamente depende de aprender”. Aprender é essencial até mesmo para sentir o cheiro.


Parece contra intuitivo - se as moléculas existem, porque não poderíamos detectá-las? Mas seu cérebro mente para você o tempo todo em seu benefício. Ele não oferece uma representação literal e precisa do mundo, mas uma representação aprimorada para seus objetivos, que sua história evolutiva e seu cérebro decidiram para você.


No sistema visual, por exemplo, os mecanismos dentro da retina tornam as imagens mais nítidas, permitindo distinguir melhor as bordas e os objetos. Seu sentido visual também irá incorporar essas prioridades — formas de pensar ou expectativas — na percepção visual. Em outras palavras, seu sistema visual está facilitando as coisas para você, fazendo com que a realidade pareça mais clara do que realmente é.


Vejam as imagens deste artigo, elas estão totalmente estáticas, mas seu cérebro tenta ajustar a sua forma de interpretar a visão para facilitar a sua vida, mas as vezes isso causa efeito contrário.


Da mesma forma que seu cérebro faz pegadinhas visuais com você no intuito de facilitar a complexidade do mundo, o mesmo ocorre com odores. Quando você entra em um ambiente com aroma(agradável ou não) você percebe rapidamente. Ao passar alguns minutos, esse cheiro não é mais percebido com tanta intensidade ou mesmo nem é mais percebido. Seu cérebro ajustou sua percepção entendendo que não é necessário “ativar” aquela sensação o tempo todo. Apesar de “se acostumar com o cheiro”, os efeitos terapêuticos de uma essência continuam presentes, pois mesmo que você não perceba, as moléculas estão lá em contato com você.


Já ouviu alguém dizer: “Esse cheiro me lembra …” e isso não fazer nenhum sentido pra você? Os aromas atuam diretamente no sistema límbico e acessam memórias melhor que qualquer outro sentido. As lembranças que um aroma pode proporcionar a uma pessoa depende de toda a experiência de vida dela, de tudo que já viveu e sentiu e é diferente em cada um de nós. O que faz sentido pra um, pode não fazer sentido para outro. Na minha empresa, já ouvi clientes sentindo o mesmo aroma e falando de lembranças como um local, a casa de uma parente, uma comida, um objeto e muito mais. Talvez, essa capacidade de acionar nossas memórias e reviver momentos seja o efeito mais apaixonante que os aromas tem.


Se desejar conhecer os produtos da Lakos, navegue nesse site!